Molotoff da minha avó

Já comi Pudim Molotoff em muitos sítios e raramente gosto. Porquê? Porque a minha avó fazia o melhor Molotof do Mundo. O meu problema é que fui criada pela melhor cozinheira que já conheci e, por isso, comparado com o que a minha avó fazia, tudo me parece mais fraco.Um dos melhores elogios que já recebi foi dela quando comeu uns pasteis, cuja receita era dela, e me disse: "Estão tão bons como os meus". Mas não imaginam o que ela diz da minha Meia Desfeita, por exemplo...
De vez em quando gosto de ir ao caderno de receitas e experimentar uma ou outra. Já experimentei 2 vezes a receita do Molotoff e nunca ficou tão perfeito como o dela mas, de sabor ficou igual. E é tãoooooooo bom.
Aqui está a minha receita adaptada:

Pudim
7 claras
120g de açúcar + 120g para caramelo
1 colher de chá de fermento
Manteiga q.b.

Aquecer o forno a 180º
Bater as claras até fazerem espuma e juntar os 120g de açúcar até ficar bem duro. Juntar o fermento e levar o restante açúcar ao lume até ficar num caramelo claro. Junta-se imediatamente o caramelo às claras com a batedeira em movimento.
Forra-se muito bem uma forma de furo com manteiga, enche-se com o preparado das claras e leva-se ao forno em banho Maria, num tabuleiro com água a ferver, durante 15 minutos. Desliga-se o forno e deixa-se arrefecer o pudim lá dentro durante 30 minutos ( não abrir o forno durante esse período).

Entretanto, faz-se o creme de ovo:

7 gemas
220g de açúcar
7 colheres de sopa de leite

Batem-se as gemas com o açúcar e junta-se o leite. leva-se a lume brando até engrossar. Cobre-se o pudim, depois de desenformado, com este creme e amêndoa torrada.


12 comentários:

  1. Não existe nada melhor do que o comer das nossas avós e mães, :) lindo amiga, bjokas

    ResponderEliminar
  2. Que espectáculo de Molotoff! Apesar de adorar comer esse pudim de nuvens, nunca me atrevi a fazer. Vou guardar esta receita, quem sabe um dia me aventuro...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Tambem faço o meu assim muito parecido... eu tambem nao gosto de todos os molotofs, normantente so gosto do meu:)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Luisa, este molotoff está de comer e chorar por mais. Adoro aquele creme de ovo e amêndoas a revestir o molotoff, que por si só já é delicioso. E aquele caderninho de receitas é uma verdadeira relíquia. O que eu gosto desses caderninhos das nossas mães/avós, escritos à mão e cheios de nódoas de tanto uso. Adorei. ;)
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  5. Quando era miúda comi molotoff num restaurante e fiquei super doente. Depois disso foi doce que nunca mais consegui comer. Mas também dizia que não gostava de toucinho do céu e fartei-me de me lambuzar com o teu, que estava delicioso. Portanto, depois disso já não digo "deste molotoff não comerei" :p

    ResponderEliminar
  6. Olá Luisa! Vejo regularmente o seu blogue mas hoje não resisto a comentar... ADORO os livros de receitas escritos à mão cheios de nódoas... lembra os dias que cozinhámos com avós e mães e agora com os filhos.... e é tão bom! muitos parabéns pelo Blogue e pbrigada por me fazer viajar aos melhores momentos da minha vida. a partilha da cozinha com aqueles que mais gosto!
    Bjns
    Teresa Ribeiro

    ResponderEliminar
  7. Que maravilha a receita da tua avó! A letra, a folha manchada, a forma de canudo :D
    Vou guardar esta receita pois adoro molotoff e nunca me atrevi a fazê-lo...
    Obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  8. Olá Luísa ADORO os livros escritos a mão com folhas amarelas ....uma verdadeira maravilha, um valioso tesouro. Molotoff! Hummmm uma dos meus doces preferidos mas nunca consigo fazer lo porque cresce muito bem mas depois baixa....:( o que devo fazer? bjnos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conceição, deixe arrefecer no forno

      Eliminar
    2. Aconteceu-me o mesmo :( Mesmo deixando arrefecer no forno... fiquei triste.. estava tão lindo e tão bom.. depois só ficou bom, por isso ficou por casa :) Preciso de um workshop :)

      Eliminar
    3. Ontem experimentei esta preciosidade! É muito saboroso, e eu também não gosto de molotoff, mas não resisti provar, e não é que adorei! Com o doce de ovo fica qualquer coisa! Infelizmente aconteceu-me o mesmo. Aos 15 minutos desliguei o forno, estava enorme, não abri a porta do forno e deixei-o lá estar dentro a arrefecer...quando espreitei pelo vidro, já tinha baixado o dobro do tamanho :( Também não entendo onde errei! :S

      Eliminar
  9. Olá Luísa! Apesar da cozinha não ser o meu forte, decidi aventurar-me nesta receita, só porque sabia que no final, a única coisa que poderia correr mal, era a minha falta de jeito:) Mas correu bem sim. A receita é excelente. Claro que o molotof cresceu imenso dentro do forno e depois baixou imenso quando o tirei passado umas horas. Mas acho que é o normal. Ainda assim, ficou divinal! Excelente! Sabor magnífico! Coloquei no blog todos os créditos a este blog, espero que esteja bem explícito que a receita é daqui. Obrigada mais uma vez! Beijinhos!

    asmilfacesdalua.blogspot.pt

    ResponderEliminar