Pão de Ló

Esta receita foi-me dada por uma seguidora da minha página e funciona muito bem. É necessário ter uma forma de barro de 3 peças especial para pão de Ló e papel almaço, que é o papel que se usa para forrar estas formas.



Ingredientes:

5 ovos inteiros
5 gemas
250g de açúcar
125g de farinha ( uso sempre farinha com fermento )

Aquecer o forno a 200º e meter lá a forma de barro enquanto se prepara o Pão de Ló.
Bater os ovos, as gemas e o açúcar durante 20 minutos. Ao fim desse tempo, retirar da batedeira e peneirar a farinha e envolver com cuidado.
Retirar a forma do forno, colocar a peça central e forrar com as folhas de papel almaço. Deitar a massa, tapar a forma e levar ao forno durante 30 minutos.
Deixo arrefecer com a forma tapada.

Farinha de pau

A minha vida é feita de recordações gustativas. Vivi sempre rodeada de boas cozinheiras. 
Pelo lado materno, tinha a minha avó, de quem herdei o nome e a paixão pela cozinha, que fazia pratos deliciosos, festas magníficas e me ensinou a ser independente e lutar por aquilo que queria. Ainda é viva, com os seus 95 anos e está perfeitamente lúcida, com um sentido de humor bastante mordaz e um sentido crítico aguçadíssimo. Continua a ser uma mulher linda e com muito génio, como sempre teve. 

Tarte de lima

A tarte de lima é uma das receitas que mais vezes faço, a pedido dos meus clientes. É muito boa e fica linda, com a decoração que costumo fazer.
Esta é uma receita um bocadinho trabalhosa mas que vale cada segundo gasto a fazê-la, porque é deliciosa.
Para fazer a massa quebrada, usei a receita da Bimby, uma ajuda preciosa para estas coisas. Poupa-me imenso trabalho e evita que esperar que a massa tenha que ir ao frigorífico meia hora, como as receitas tradicionais. Esta, é fazer e usar de imediato.
Já fiz também com massa quebrada de compra, quando tenho mais pressa mas não é a mesma coisa.
Vou dar a receita da massa, com as quantidades da Bimby, mas usando o método tradicional, para quem não tenha o robot de cozinha.
Julgo que se tiverem qualquer outro robot de cozinha, conseguirão o mesmo resultado.


Tiramisù

Continuo vidrada no livro que a minha sogra me ofereceu pelo Natal, o I grandi piatti della cucina italiana. Desta vez fui até às sobremesas e escolhi o conhecido Tiramisu.
Já fiz várias receitas desta deliciosa sobremesa, mas nunca nenhuma ficou tão boa como esta.
Não há nenhum truque especial, nem ingredientes diferentes. Mas, o que é certo é que ficou tão bom que eu e a minha filha Terezinha comemos uma tacinha inteira ao pequeno almoço. 

Focaccia

A minha sogra continua a manter tradições perfeitamente adoráveis. Como mora em Itália, costuma enviar-nos cartas com recortes de jornais locais com artigos do nosso interesse, por exemplo. Considero isto um verdadeiro acto de amor pois mostra que pensa em nós, nos nossos gostos e interesses, e tem trabalho a recortar, a colocar num envelope e a leva-lo aos correios. Estes pequenos gestos, para mim, significam muito mais do que grandes presentes. São provas de amizade, de amor, coisa tão rara nos dias que correm.
Na semana passada, e continuando fiel a outro hábito seu, enviou-nos uma caixa com os presentes de Natal. Vinha cheia de chocolates, queijos e salame. E, no meio, vinha uma revista e um livro fabuloso, o I grandi piatti della cucina italiana.

Arroz de pota

Há uns tempos atrás descobri o "parente " do polvo, a pota. Além de ser muito mais barato, tem um aspecto, sabor e consistência muito próximos do do polvo.
A primeira vez que comi arroz de pota, estava convencida que era feito com o seu congénere e só quando me disseram de que era feito, é que fiquei convencida.
Esta receita pode perfeitamente ser feita com polvo mas vai pesar mais nas vossas carteiras.
Compro sempre tentáculos congelados, que são óptimos.


Sopa Dourada

Ingredientes:

750g de açúcar
3,5dl de água
300g de pão-de-ló cortado em fatias com 1,5cm de espessura
12 gemas
pérolas prateadas para decorar.

Colocar o açúcar e a água no lume até fazer ponto de cabelo. Retirar do lume e passar as fatias de pão-de-ló pela calda, colocando-as sobrepostas numa taça.
Coar a calda, acrescentar mais 0,5dl de água e levar ao lume até fazer ponto de pérola. Deitar nas gemas batidas e levar novamente ao lume até engrossar. Deitar o creme de ovos em cima das fatias de pão-de-ló e decorar com as pérolas prateadas.