Risotto de cogumelos porcini

Ainda me lembro da primeira vez que comi risotto. Foi feito pelo meu marido, então meu namorado, que me tentou conquistar pelo estômago. 
O cheiro dos porcini, na altura, pareceu-me estranho. Parecia que cheirava a gás. Até ter provado a primeira garfada. Nunca na vida tinha provado nada parecido. E quando percebi que o cheiro a gás provinha de azeite de trufas, que se usa neste risotto, ainda fiquei a gostar mais desta deliciosa iguaria.

Aprendi a fazê-lo da mesma forma que o meu marido o faz. Não sei medidas porque faço "a olho". O truque é ter bastante caldo, para que nunca falte.
A primeira coisa a fazer é o caldo. Pode ser feita da forma tradicional, fazendo cozer durante 1 hora, em bastante água, um pedaço de vitela, com uma cenoura, uma cebola, sal e um talo de aipo. Ao fim deste tempo, coa-se através de um pano e obtém-se o caldo.
Quando se tem muita pressa ( a maior parte das vezes), dissolvem-se 3 caldos de carne e 1 de legumes, numa panela de água a ferver.
O arroz a usar deve ser arborio, um tipo de arroz de grão maior, que absorve mais liquido. 
Enquanto se faz o caldo, que se deve manter sempre quente, para não interromper a cozedura do arroz, hidratam-se os cogumelos com água morna. Quando estes estiverem tenros, coa-se a água com um pano, que se acrescenta ao caldo.

Começa-se por fazer um refogado com azeite e cebola. Quando a cebola estiver aloirada, acrescenta-se o arroz ( 80g por pessoa ) e mexe-se, deixando absorver a gordura. Junta-se meio copo de vinho branco e deixa-se evaporar o álcool. Quando o arroz tiver absorvido o líquido, acrescentam-se 2 ou 3 conchas de caldo e vai-se mexendo, deixando absorver o caldo. Repetir esta operação até o arroz estar cozido.

A meio da cozedura, acrescentam-se os cogumelos. No fim, e antes de servir, deita-se uma colher de sopa de azeite de trufas, se tiver, e bastante queijo parmesão fresco, ralado na hora. 
É uma refeição deliciosa.


10 comentários:

  1. A primeira vez que provei um risotto, nao foi com porcini, mas com cogumelos silvestres por assim dizer. E a primeira vez que o vi fazer, foi num programa do Jamie. Ao ver essas fotografias e a descrição, lembrei-me que ultimamente nao tenho feito assim e o resultado é sempre menos cremosidade! Fiquei a matutar nesse azeite de trufa, porque o risotto em si, já deixa antever o delicioso que é!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Sabe que há quem acrescente manteiga ou natas para o tornar mais cremoso. Eu faço sempre assim e fica mesmo bom

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma delicia este risotto, faço a receita da minha sogra e acrecento manteiga e parmesão ralado antes de servir.
      Gostava de saber onde posso arranjar os biscoitos amaretti e paesini? Pois o tiramisu com paesini é uma delicia, em Itália usam muito....

      Eliminar
  3. Luisa,não gosto muito de arroz mas esse risotto cremoso deixou-me com vontade de experimentar.Adoro os cogumelos e tenho um palpite que vou gostar,mas onde encontro azeite de trufa...vou tentar no El Corte Ingles.
    bjns

    ResponderEliminar
  4. Violeta, eu arranjo-te um bocado de azeite de trufa. Tenho muito e tem que ser gasto

    ResponderEliminar
  5. Também é esta receita que sigo para o risoto... acrescento uma colher de manteiga no fim e o resultado é sempre super cremoso! Nunca fiz com estes cogumelos, tenho de experimentar! :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este é o meu risotto preferido. É tãoooooooooo bom

      Eliminar
  6. Luisa ,ador as suas receitas ,como sou de Portimão,se um dia vier por estas bandas fazer algum yorkshop,gostava de assistir, parabéns.

    ResponderEliminar
  7. Deve ser uma delícia! Procurei em vários sítios mas não encontrei cogumelos porcini (nem em supermerc. gourmet). Dê-me por favor uma dica para uma alternativa, sim?
    Muito obrigada

    ResponderEliminar
  8. Ola Boa Tarde, tenho procurado mas não tenho encontrado a venda queijo parmesão ( sem ser já ralado), no Porto onde encontra?
    Obrg

    ResponderEliminar